A HUMANIZAÇÃO da Tecnologia

Image v1
outubro
30

Por Sofia Tenreiro

Como seria viver num mundo sem sentimentos? Sem amor? Sem paixão? Sem criatividade? Algo impossível de imaginar! O homem sempre conseguiu lidar com a complexidade das suas emoções tirando proveito das mesmas, para tornar a vida mais rica e com mais significado.

Ao longo da evolução da humanidade, o homem foi adotando todas as inovações que foi descobrindo, incorporando-as neste mundo complexo de emoções, para melhorar a sua qualidade de vida.

A tecnologia é, hoje, uma ferramenta mais, como muitas outras que surgiram no passado... Como a iluminação elétrica, os automóveis, os aviões, o telefone, a refrigeração, entre muitas outras. Porém, esta é uma ferramenta que está a transformar radicalmente, e de forma muito acelerada, o modo como trabalhamos, vivemos, aprendemos e nos divertimos, o modo como fazemos negócios.

Nos dias de hoje, há muitas pessoas que acreditam existir uma ameaça por parte da tecnologia, graças aos robots, à Inteligência Artificial, à analítica. E escreve-se mais sobre os aspetos nefastos da tecnologia do que sobre as suas enormes vantagens. É muito vulgar lermos textos de verdadeira ficção científica que assustam os menos esclarecidos neste admirável mundo novo!

Como em todas as anteriores grandes revoluções, teremos de avaliar e acompanhar, de forma muito séria, os possíveis efeitos menos positivos. E sem dúvida que, como nas anteriores revoluções, cada um de nós terá de se reinventar, de reaprender competências novas e de estar aberto à mudança. A grande diferença desta nova revolução é a velocidade vertiginosa da inovação e a falta de previsibilidade da evolução da mesma.

As tecnologias com mais sucesso têm sido aquelas que se focam nas pessoas que vão utilizá-las e nas suas necessidades.

Se analisarmos áreas fundamentais da nossa vida, como os cuidados de saúde, os cuidados sociais, a educação ou mesmo a transformação do modo como trabalhamos, é inequívoco o enorme e positivo impacto da tecnologia. Conseguimos hoje realizar sonhos antes impossíveis, ou democratizar os mesmos graças à redução de custos.

A tecnologia permitiu, também, melhorar aspetos críticos, como a esperança média de vida. E conseguimos eliminar barreiras de distância física. Os nossos médicos têm acesso a conhecimento de casos reais de todo o mundo, aumentando a precisão dos diagnósticos. Podemos ter acesso facilitado a segundas opiniões de médicos de outros países sem haver a necessidade de viajar. Podemos facilitar acompanhamento pessoal a todos os que vivem em lugares remotos. Podemos dar acesso à educação a estudantes em povoações onde não existem professores. Podemos usar toda a informação e todo o conhecimento do mundo em nosso benefício e podemos encurtar distâncias!

As pontes que a tecnologia constrói, todos os dias, trazem benefícios nunca antes imaginados. Porém, o seu potencial só é máximo se todas estas soluções forem humanizadas. A tecnologia foi inventada pelos homens para estar ao serviço dos homens. Só conseguiremos tirar todo o partido dos seus benefícios se a conjugarmos com os sentimentos e as emoções... se a humanizarmos!



Sofia Tenreiro é a General Manager da Cisco Portugal.