Encontro de marcas com propósito, EMPATIA e conteúdo.

Image v1
outubro
17

Por Luciane Bemfica

Por vezes é difícil termos muitas certezas em certa fase da vida. Entretanto, uma das certezas que sempre carrego comigo é a de que nada acontece por acaso. E esta história real que vos conto já inspirou muita gente a mudar. Espero que muitas outras pessoas sejam “contaminadas” pela coragem, pelo propósito, e mudem os seus caminhos para melhor.

Em setembro, completei dois anos como empreendedora. Dona da minha empresa, do meu tempo, do meu novo trabalho. O tempo voou.

Brasileira, jornalista de formação, e com a vida profissional dedicada ao emprego em jornal diário (destes, 14 na mesma empresa), aos 44 anos percebi os sinais de que o meu ciclo naquela atividade estava no fim.

Sentia um imenso desconforto. Como se vestisse uma camisola apertada todos os dias. E tinha muito medo de viver sem emprego, sem salário fixo, ao mesmo tempo que percebia que o mercado da comunicação estava a mudar rapidamente no Brasil.

Redações cada vez mais enxutas e sem lugar para profissionais experientes como eu.

A “virada de chave” aconteceu no dia em que olhei o meu perfil no LinkedIn (e que naquela altura nem utilizava) e percebi que tinha “apenas” 14 anos de experiência em jornalismo.

Foi então que, no início de 2015, resolvi matricular-me no MBA em Negócios Digitais, ainda sem saber exatamente em que é que o curso seria útil para mudar a situação. E mudou. Foi a ponte para a minha reinvenção profissional. O próximo passo foi descobrir qual a atividade profissional que faria os meus olhos brilharem novamente. Mergulhei fundo no autoconhecimento e acabei por descobrir muito amor pelo personal branding.

Ainda no emprego, aproveitei para investir em formações, criei um site, fiz uma pesquisa científica sobre a relação entre personal branding e profissionais de sucesso. O branding era, naquela altura, o meu playground.

Em setembro de 2016, veio a demissão. Diferentemente dos profissionais que são surpreendidos ou caem no desespero, foi a oportunidade que eu esperava para carregar no “reload” da minha trajetória profissional. Lá estava eu pronta para enfrentar sozinha a selva do mercado numa área totalmente nova para mim e no Brasil.

Idealizei um modelo de negócios em que o principal investimento é no meu conhecimento, na minha imagem e na minha capacitação. O serviço que vendo depende da minha expertise, da minha comunicação e da minha capacidade de movimento.

Com seis meses na nova atividade, cheguei a Lisboa para fazer uma formação em Soft Skills e Marketing Pessoal. Foi nesta altura que a ousadia e a coragem me impulsionaram a oferecer o meu trabalho em Portugal. Voltei ao Brasil, continuei a trabalhar sempre no sentido de abrir este mercado tão novo, mas em nenhum momento desviei a minha atenção do mercado português. Estudei, e voltei meses depois para fazer uma certificação internacional que me deu capacitação e conhecimento para atuar nos dois países. Conquistei os primeiros clientes portugueses que atendi à distância, fiz parcerias, dei workshops, palestras.

Embora já com o reconhecimento do valor do meu trabalho por parte dos clientes e a autoridade no mercado cada vez mais consolidada, continuo a acreditar que nada acontece por acaso.

De surpresa, recebi o convite da Cristina Amaro para participar neste novo projeto, tão significativo na sua trajetória. Há algum tempo, percebi sintonia e admiração pelo trabalho da Cristina por ser jornalista e também trabalhar com marcas, embora com outro foco. O aceite foi imediato, mas eu ainda queria saber o que a fez escolher-me, a mim, já que não nos conhecíamos pessoalmente: empatia, sintonia e conteúdo. Eu acredito que atraímos aquilo que sintonizamos.

E cá estou para partilhar convosco neste espaço temas que fazem parte do meu ADN: comunicação, pessoas, marcas. Gratidão, Cristina, pelo reconhecimento e pelo convite. É com imenso prazer contribuir com este propósito.



Luciane Bemfica é especialista em gestão e posicionamento estratégico para marcas pessoais.