MEMÓRIAS com arte. Um caso que me apaixonou

Image v1
janeiro
24
As minhas experiências

Por Cristina Amaro

“As nossas marcas devem cada vez mais afirmar-se como marcas de Lifestyle, de estilo de vida”, disse Paula Sousa, fundadora das marcas Munna e Ginger&Jagger à equipa de reportagem do Imagens de Marca e é a vida que inspira muitas das histórias que conheci.


Uma delas conquistou-me desde o primeiro olhar: a BESSA Art&Design. Fiquei de nariz colado à montra a olhar para esta peça.

Image

Toquei-lhe. Era aveludada a cor rosa que formava a saia do abajour. Casava bem com o dourado das pernas de Monroe, nome dado pelo seu criador ao floor lamp que a esta hora já deve ter percorrido o mundo nos telemóveis que o fotografavam. À data da nossa conversa contabilizavam-se mais de 2 mil publicações internacionais.

Lindo! Pensei. Depressa os meus olhos procuraram a origem da marca. Era portuguesa! Uma das mais jovens na Maison & Objet de Paris. Não hesitei em pedir para conhecer o autor. Como em todos os stands, os criadores das peças estão lá para falar pessoalmente com os clientes e com a comunicação social.

João Bessa, fundador e designer da marca, agradeceu o meu interesse e contou-me a sua história de paixão pela arte. A mesma arte que o fez mudar de curso e trocar a gestão pelo design industrial. Os olhos estavam brilhantes de tanta emoção que sente nos detalhes que conta. Sim, conta apaixonadamente histórias de memórias que guarda da vida através do design aplicado ao mobiliário e à decoração. Fala connosco numa conversa. Fala com ele próprio no trabalho que desenvolve todos os dias.

Image

Trocou a cidade que o viu nascer, Braga, pelo Porto onde estudou e onde hoje se dedica à afirmação da sua marca. Diz estar feliz com o trabalho de 4 anos que tem desenvolvido com a equipa de 4 pessoas. São pequeninos porque são jovens mas a ambição e o sonho é grande quando diz que quer vir a ser a Louis Vuitton do mobiliário. “Quero crescer devagar. Com sustentabilidade e excelência”, disse-me seguro das palavras.

Passo a passo deseja tornar-se numa marca de galeria. Espera crescer junto do mercado hoteleiro onde ambiciona ver as suas peças. Os designers de interiores podem ser prescritores da Bessa, público-alvo que tem bem definido na sua estratégia de comunicação. É a 5ª vez que vem à Maison&Objet marcando presença em Janeiro e Setembro. No início do ano a feira funciona como montra. Em Setembro garante a venda.

Está posicionado no mercado de prestígio e aposta no storytelling de cada peça para que elas “toquem” o consumidor. O candeeiro a remeter para as memórias de Marilin é um exemplo e a consola com o nome Lennon, leva-nos rapidamente para o mundo da música.

Image

De Monroe vendeu 60 unidades. Uma peça que chega a levar 4 semanas a produzir e que se está também a tornar um ícone, tal como a cadeira Liberty que deu origem à marca. Sobre o Grandfather não perguntei resultados de vendas mas fiquei a saber que é uma das peças que lhe traz recordações de infância e que fundamenta o conceito do design baseado nas histórias reais.

“O meu avô tinha um relógio muito semelhante a este e foi ele que me inspirou na criação desta peça. Gosto de cruzar o tradicional com o contemporâneo e de trazer o lado mais sóbrio e sério para se misturar com o mais divertido”, disse-me a tocar com emoção no relógio que estava em destaque na montra do corredor principal do stand e que faz de contra-capa da brochura que os visitantes podem levar. Uma fotografia assinada pelo próprio criador que agradece ao avô todas as belas memórias que lhe ofereceu.

Image

“São histórias verdadeiras as que me inspiram”, remetendo para os candeeiros em forma de lua cheia que o fazem lembrar alguns namoros de adolescência ou os pergaminhos que fazem parte da história humana. Todos feitos em latão. Todos a contar uma história de uma memória da vida real. Com sentimentos e excelência.

Detalhes da vida de uma jovem marca e de um jovem criador que se cruzam com tantas outras com mais histórias para contar e que formam a diversidade e a inspiração da Maison&Objet. Como dizem as primeiras páginas do livro da marca: O que seria a vida sem memórias?

Image
Image
Image
Image
Image

Paixão. Design. Excelência. Exclusividade. Manufatura. Tradição e inovação. De tudo isto se fazem as memórias da BESSADESIGN. Apaixonei-me.

Viver as marcas