OLHA! Ficámos sem teleponto....

Image v1
novembro
26
Imagens de marca TV

Bastidores



O dia começou cedo na Serra. Ainda o sol não tinha despertado e já eu estava de nariz na janela...as previsões apontavam para dia intenso de chuva. Nós precisávamos de sol. Ou pelo menos que não chovesse o dia todo.


Fomos abençoados. Tivemos de tudo um pouco. Nevoeiro. Sol. Chuva. Neve. Ainda em farrapos mas sim, nevou durante o pequeno almoço. Voltou a chover. Voltou a abrir o sol. Aproveitámos tudo. Como se não houvesse amanhã. E sim, neste caso não havia.

Image
Image

Vestimos os casacos mais quentes. Na rua, às 10H da manhã, os termómetros não chegavam aos quatro graus. Para termos a melhor vista tínhamos de optar por uma janela apertadinha com espaço para luz, câmara, teleponto, maquilhadora, repórter de imagem, produção + pivot. Coubemos todos. E ainda coube o frio, também...não ocupou espaço mas fez-nos encolher a nós!!

Take 1. Entrou vento. Take 2. Ficámos sem luz. Take 3. Engano no texto. Take 4. Ficámos sem teleponto...foram mais de 10 para garantir o melhor de todos. De todos os possíveis...porque com tantas condicionantes nunca se garante a perfeição. Mas conseguimos.


Depois da varanda veio a lareira. “Nunca me senti tão bem tratada pela minha equipa!” Disse-lhes. Eles riram-se e acho que no fundo sentiram o mesmo...soube tão bem aquela proximidade aos troncos que alimentavam a chama da lareira central da Casa de São Lourenço, o mais recente hotel da Serra da Estrela. Aqui no blog pode conhecer a história porque tinha estado lá dias antes para o conhecer. Veio dessa visita a ideia das gravações porque, por coincidência, estava também uma equipa de reportagem do IM a fazer a peça que abre esta semana a emissão. A rubrica Da Serra ao Mar leva-nos a conhecer a Rota dos Tecidos, na região Centro, e nós não hesitámos em lá voltar porque é um espaço que vale a pena conhecer. Aproveitar.

Image

Não se esqueça também de ver a emissão desta semana, na SIC Notícias, SIC Internacional ou no Imagens de Marca online, mas antes fique com alguns momentos das gravações. Em fotografia e num curto filme. É sempre divertido ver o que as câmaras não mostram.


Apaixonam-me os locais com histórias para conhecer e com cores outonais.